domingo, 23 de novembro de 2014

Pesquisa sobre rádio.

 Uma pesquisa me deixou de queixo caído na última semana. O Rádio continua sendo um dos campeões de parceria com o público, de acordo com Ibope Media Em uma nova pesquisa, desenvolvida com o Target Group Index e o Easymedia Radio Recall, o Ibope Media mapeou os hábitos de consumo de rádio entre a população brasileira. 

Os dados, coletados de julho de 2012 a agosto de 2013, apontam que 90% dos brasileiros são ouvintes de rádio. Além disso, para 70% desse público o meio é uma alternativa de entretenimento.


A pesquisa também mostrou que os ouvintes dedicam, em média, três horas e 51 minutos por dia para ouvir rádio. O período que registra a maior audiência é por volta de 10h, o que não era novidade pra ninguém. Grande parte do público ainda prefere ouvir músicas e notícias no conforto do lar. Para 53% dos entrevistados, o local em que mais ouvem rádio é em casa. O restante já o faz no trabalho ou via celular. Onde entra o automóvel nos grandes centros urbanos? A busca por informação é outro anseio do ouvinte de rádio. 

Metade dos pesquisados declarou ouvir notícias diariamente e 55% deles dizem confiar plenamente no meio para se informar acerca do cotidiano. Já no lado do entretenimento, a pesquisa evidenciou as múltiplas preferências musicais dos brasileiros. 

Para 50% dos entrevistados, o maior consumo no rádio é do estilo sertanejo. Na sequência, aparece a MPB, ouvida por 41% dos pesquisados. Em terceiro lugar ficaram os sucessos nacionais (as canções que figuram entre as mais pedidas das emissoras), com 38%; samba e pagode, com 37% e hits internacionais, com 33%. 

Sei não. Quem sou eu pra duvidar, mas o sertanejo entrando como primeira opção musical aponta para uma pesquisa mal direcionada. Não sei se o Rádio ainda está com essa bola toda. Tomara que sim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela participação!